Impressoras jato de tinta capazes de imprimir CDs e DVDs (conhecidos como mídias ‘printable’ ou ‘imprimíveis’) já são muito populares no Brasil devido à sua versatilidade, facilidade de uso e qualidade do resultado. Tais impressoras – como a Epson Stylus Photo R290 e a sua sucessora, a Epson Stylus Photo T50 – são fornecidas com programas que permitem a criação e a impressão de artes-finais em CDs e DVDs, mas tais programas são voltados a usuários domésticos e não oferecem recursos e opções mais avançados. Se você prefere fazer suas criações usando programas como CorelDRAW, Adobe Photoshop ou outros, aqui você aprenderá a imprimir os discos sem depender do programa de impressão fornecido – que, no caso da Epson, é o Epson Print CD.

Atualizado em 11/12/2010 com informações sobre mídias imprimíveis com superfície brilhante.

Atenção: O procedimento descrito aqui foi realizado com o CorelDRAW mas tais procedimentos podem ser aplicados a qualquer programa – Adobe Illustrator, Adobe Photoshop, Corel Photo Paint, Gimp, Paint.net ou qualquer outro programa, raster (bitmap) ou vetorial que seja capaz de imprimir.

Primeira Parte – Ajustando as medidas

Passo 1. Abra seu programa de criação e crie um novo documento no tamanho A4.

Passo 2. Com uma régua meça os diâmetros externo e interno (miolo) do disco imprimível.

Este disco possui diâmetros externo e interno de 11,8 cm e 2,3 cm, respectivamente. É importante fazer a medição no disco que você vai usar pois existem pequenas variações entre cada marca.

Dica: Aumente o diâmetro externo e reduza o diâmetro interno em 1 milímetro. Isso evita que a sua impressão fique com um filete branco em volta do disco devido a variações no disco e no posicionamento da impressão. Na área gráfica este procedimento é chamado de ‘sangramento’ ou ‘sangria’.

Passo 3. Desenhe dois círculos nas medidas tomadas.

Dica: No CorelDRAW, segure a tecla Ctrl para desenhar um círculo perfeito (e não uma elipse).

Dica: Você pode desenhar um círculo em qualquer tamanho e depois digitar o tamanho desejado na barra de propriedades.

Passo 4. Centralize os círculos.

Para fazer isso rapidamente basta selecionar os dois círculos segurando a tecla Shift. Em seguid solte o Shift e pressione as letras C e E. Essas letras são atalhos para centralizar todos os objetos selecionados na horizontal e na vertical, respectivamente. O último objeto selecionado é usado como referência para a centralização.

Passo 5. Combine os círculos.

Com os dois círculos ainda selecionados, pressione Ctrl+L para combiná-los. Ao combinar os círculos você poderá adicionar um preenchimento a ele e o miolo não será pintado. Veja:

Passo 6. Posicione o conjunto.

O próximo passo do ajuste é o posicionamento. Comece criando duas linhas-guia, uma horizontal e outra vertical, em qualquer lugar do documento – a posição será ajustada em seguida. Para criar uma linha-guia basta clicar na régua do CorelDRAW e arrastar para o documento.

As duas linhas-guia devem ser posicionadas numa localização específica. Clique na linha-guia horizontal e no campo Y da barra de propriedades digite 22,969 cm. Pressione Enter. Clique na linha-guia vertical e no campo X da barra de propriedades digite 7,484 cm.

Dica: Se você digitar a unidade de medida junto ao número, como nos valores acima, o CorelDRAW fará a conversão automaticamente para a unidade de medida usada em seu documento. Se o seu documento estiver em milímetros, por exemplo, ao digitar 7,484 cm o CorelDRAW automaticamente converterá para 74,84 mm.

Clique no menu Exibir e ative as opções Alinhar pelas linhas-guia e Alinhar pelos objetos. Clique uma vez sobre o círculo e em seguida passe o mouse sobre o seu meio. Veja que o CorelDRAW exibe a palavra Centro. Então, clique e arraste este centro até o cruzamento entre as duas linhas-guia. A palavra Centro mudará para Interseção. Por fim, é só soltar o círculo nesta posição. As duas linhas-guia podem ser eliminadas pois não serão mais utilizadas.

E assim termina a primeira parte.

Atenção: As medidas apresentadas aqui valem somente para as impressoras jato de tinta de CD e DVD da Epson (R200, R220, R270, R290, T50 e outras). Outras impressoras de CD como Canon e HP podem utilizar medidas diferentes.

Segunda parte – Criando a arte-final

Agora você pode criar livremente a sua arte-final. A área representada pelo círculo é a área de impressão, portanto você não deve colocar nenhum objeto fora dela. Se isso acontecer, a impressora irá jogar tinta na bandeja e fazer sujeira.

Tá, mas e se eu quiser colocar uma foto de fundo?
…ou…
E se eu já tiver a arte pronta?

Para que a foto ou a arte seja recortada no formato do disco você pode usar um recurso do CorelDRAW chamado PowerClip. Com o PowerClip você pode colocar um objeto dentro do outro, fazendo com que o primeiro tenha o formato do segundo. Para demonstrar o PowerClip vamos inserir uma foto no documento:

Depois de inserir, dê um clique na foto para selecioná-la. Em seguida, clique em Efeitos > PowerClip > Colocar em Recipiente. O cursor mudará para uma seta grossa apontando para a direita. Clique no círculo do disco e, voilà!

Para mudar o tamanho ou a posição da arte dentro do disco basta clicar uma vez no círculo, segurar Ctrl e clicar novamente. Você entrará no PowerClip e poderá manipular os objetos livremente. A área do círculo original fica demarcada na cor azul na posição original. Com o PowerClip você não precisa se preocupar em colocar os objetos fora do círculo, pois eles serão recortados no formato deste.

Faça os ajustes necessários e em seguida clique no botão Concluir edição de objeto no rodapé da tela.

Agora estamos prontos para a impressão.

Terceira parte – Imprimindo o disco

Se você estiver satisfeito com a sua arte, chegou a hora de imprimi-la. Para imprimir faça o seguinte:

Passo 1. Posicione a bandeja de saída da impressora, coloque o disco na bandeja de impressão e insira a bandeja de impressão na impressora.

Passo 2. Clique em Arquivo > Imprimir.

Passo 3. Selecione sua impressora e clique em Propriedades.

Passo 4. Clique na aba Avançada. Na área “Opções de qualidade e papel”, mude as duas primeiras opções para “CD/DVD”.

As demais opções devem permanecer como estão.

Passo 5. Clique em OK. Ajuste a quantidade de cópias se necessário, e em seguida clique em Imprimir.

Pronto! Você acaba de imprimir seu disco diretamente pelo CorelDRAW.

Este procedimento também pode ser realizado em outros programas. Basta usar as medidas e as posições indicadas, e configurar a impressora antes da impressão. E não se esqueça de que nada pode ser colocado fora da área do disco.

Dicas

  • Se a impressão estiver desalinhada basta ajustá-la movendo o círculo e a sua arte. As posições e tamanhos indicados são os que eu utilizo no dia-a-dia e, é claro, podem variar ligeiramente.
  • Cada marca de disco possui diâmetros de ipressão ligeiramente diferentes. Por isso, refaça as medições sempre que você mudar de marca de disco.
  • A qualidade e a durabilidade da impressão varia de acordo com a marca do disco. Mídias de baixa qualidade tendem a fazer a impressão ficar embaçada depois de alguns meses (uma das que já utilizei causou embaçamento em apenas algumas semanas). Utilize sempre mídias de qualidade para obter os melhores resultados. Eu recomendo as mídias da marca S-MAC, que possuem o melhor contraste e definição, não embaçam mesmo depois de alguns anos e ainda têm boa resistência contra água mesmo com tinta corante.
  • Não, não existem discos com superfície brilhante. Se você vir algum por aí certamente ele não é imprimível (e o vendedor nem sabe disso). Nem todos os discos com superfície branca são imprimíveis.
    ATUALIZAÇÃO: De fato existem, sim, discos imprimíveis com superfície brilhante, e a camada brilhante do disco ainda oferece proteção contra água. É a linha “Water Shield” fabricada pela Tayo Yuden, uma respeitada fabricante japonesa. O problema é que um pacote com 100 discos pode facilmente custar R$ 400 devido ao fato de serem importados. Se quiser conhecer a linha Water Shield (com fotos) leia este artigo da BR Eletro. E tome cuidado com as mídias falsificadas.
  • E nem pense em usar spray impermeabilizante. Esse spray só deve ser usado em fotos (papel glossy). Em discos imprimíveis o spray altera a cor da superfície (da mesma forma como o óleo de cozinha altera a cor de uma folha de papel) e, de quebra, durante a aplicação o spray pode respingar no lado da gravação.
Compartilhe por aí