Essa história circula a internet há um bom tempo. Não sei quem é o autor mas ainda é um bom exemplo de como devemos valorizar nosso trabalho.

O Parafuso

Algumas vezes é um erro julgar o valor de uma atividade simplesmente pelo tempo que se demora em realizá-la. Um bom exemplo é o caso do especialista que foi chamado para consertar um computador muito grande e extremamente complexo. Um computador que custava 12 milhões de dólares.

Sentado na frente do monitor ele apertou algumas teclas, balançou a cabeça, murmurou algo para si mesmo e desligou o equipamento. Tirou uma pequena chave de fenda do bolso e deu uma volta e meia em um minúsculo parafuso. Então, ligou o computador e verificou que este funcionava perfeitamente.

O presidente da empresa se mostrou surpreso e satisfeito. E se ofereceu para pagar o serviço à vista.

– Quanto lhe devo? – perguntou o presidente.
– São mil dólares pelo serviço.
– Mil dólares? Mil dólares por alguns minutos de trabalho? Mil dólares só para apertar um simples parafuso? Eu sei que meu computador vale 12 milhões de dólares, mas mil dólares é muito dinheiro. Pagarei somente se você me mandar uma fatura detalhada com uma justificativa desse valor.

O especialista confirmou com a cabeça e foi embora. Na manhã seguinte o presidente recebeu a fatura, leu com cuidado, balançou a cabeça e pagou imediatamente. A fatura dizia:

SERVIÇOS PRESTADOS
Apertar um parafuso: 1 dólar
Saber qual parafuso apertar: 999 dólares

Compartilhe por aí