Você já deve ter visto que um designer, aquele que tem formação e experiência, cobra mais pelos seus serviços – e com razão. Mas isto não é sem motivo.

“Fazedor de arte”

Cliente: Preciso de uma placa dessas de proibido fumar em PVC, você tem?

Fazedor: Sim, claro. O preço é X.

Cliente: Ah, tá muito caro, não tem algo mais barato?

Fazedor: Eu posso fazer menor, fica mais barato. Aí o preço é Y.

Cliente: Ok, pode fazer. E dá pra diminuir um pouco e colocar o meu logotipo?

Fazedor: Claro.

 

Designer

Cliente: Preciso de uma placa dessas de proibido fumar em PVC, você tem?

Designer: Sim, claro. O preço é X.

Cliente: Nossa, tá muito caro! Dá pra fazer menor? Diminui o preço?

Designer: Infelizmente não posso fazer isso. Segundo a legislação essa placa precisa ter pelo menos 20 x 25 cm, e se fizermos menor o senhor poderá ficar sujeito a multas que certamente serão maiores do que o que o senhor economizaria com uma placa menor.

Cliente: Ok, eu entendo, pode fazer.

 

E este é só um dos exemplos que mostra que um bom designer não é apenas alguém que conhece bem a sua profissão e sabe fazer direito, e sim alguém que tem informações e conhecimento em outras áreas nem sempre relacionadas mas que são valiosas e realmente ajudam o cliente.

E você, tem alguma história semelhante? Conte pra gente.

Compartilhe por aí